60 ANOS DO ICBJ

Solenidade na Câmara Municipal do Rio de Janeiro e Festival da Cultura Japonesa foram marcos das celebrações

No ano do 60º aniversário do Instituto Cultural Brasil-Japão (ICBJ), várias atividades e celebrações foram realizadas em função desta importante data. No dia 21/8, uma cerimônia na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, presidida pelo vereador Eliseu Gomes Kessler, inaugurou formalmente as comemorações do instituto, fundado em 16 de agosto de 1957.

Além do presidente do ICBJ, Sohaku Bastos, fizeram parte da Mesa de Honra o cônsul-geral do Japão, Yoshitaka Hoshino, e dirigentes de entidades nipo-brasileiras, como Akiyoshi Shikada, presidente da RENMEI (Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira do Estado do Rio de Janeiro), Toshiya Asahi, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Rio de Janeiro, e Minoru Matsuura, presidente da Associação Nikkei do Rio de Janeiro. O monsenhor Sergio Costa Couto, representando o cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, participou também da solenidade.

O cônsul-geral Yoshitaka Hoshino, o vereador Eliseu Kessler, novos sócios beneméritos e honorários, antigos funcionários e entidades colaboradoras do Instituto foram homenageados por suas relevantes contribuições.  Entre os novos sócios honorários, estava o professor mais antigo do ICBJ, Rinji Fukumura, de 93 anos.

O cônsul-geral Hoshino lembrou que a amizade entre o Brasil e o Japão completa mais de um século de existência e destacou a importância da divulgação da cultura japonesa no Brasil, sobretudo neste período de preparativos das Olimpíadas 2020, que serão em Tóquio: “Certamente, a maneira mais eficaz de reforçar estes laços é através da promoção do intercâmbio cultural entre os dois países e, nesta questão, o Instituto Cultural Brasil-Japão vem realizando um impecável trabalho com muita dedicação, entusiasmo, força e perseverança, superando obstáculos e demonstrando a mesma alegria do início de suas atividades.”

Já o presidente do ICBJ, Sohaku Bastos, relembrou alguns momentos históricos, como a presença dos príncipes Mikasa-no-Miya e sua esposa Yuriko na inauguração da sede social do Instituto, em 14 de junho de 1958. Também ressaltou que, no imaginário da sociedade brasileira, os referenciais da cultura japonesa estão no campo da ética, disciplina, resiliência, solidariedade, respeito ao próximo e retidão de caráter, que “são temas imprescindíveis na vida em sociedade”.

Festival da Cultura Japonesa

A realização do Festival da Cultura Japonesa, no Club Municipal (Tijuca), no dia 7 de outubro, também marcou os 60 anos do ICBJ. A celebração contou com a presença de diversas autoridades, que discursaram na abertura, ressaltando a relevância do trabalho do instituto na promoção da cultura japonesa e no estreitamento dos laços entre Brasil e Japão.

A mesa de honra foi composta por Jorge Augusto de Oliveira, presidente do Conselho Deliberativo do Club Municipal, representando Luís Cosme Paredes Dias, presidente do Club Municipal; coronel Ubiratan Sardinha Guedes, presidente do Instituto Guararapes; Akiyoshi Shikada, presidente da Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira do Rio de Janeiro (RENMEI); Yoshitaka Hoshino, cônsul-geral do Japão; Sohaku Bastos, presidente do Instituto Cultural Brasil-Japão; major Michel Gonçalves, representante do general Jorge Smicelato, comandante do Centro de Capacitação Física do Exército; Marcos Landeira, representante de Jessica de Almeida, diretora do Departamento de Administração e Finanças da Polícia Civil/RJ; José Augusto Maciel Torres, reitor da UNIBAHIA e Jorge Costa, presidente do Grande Conselho de Beneméritos do Club Municipal.

Artes e esportes

O festival contou também com exposições de artes japonesas tradicionais (ikebana, shodo, origami, oshi-ê e haikai), no hall do Salão Nobre do Club Municipal, além de apresentação de taiko (tambores japoneses), pelo grupo Rio Nikkei Taiko, e demonstração de artes marciais (jiu jitsu, aikido, kendô, judô e karatê).

O evento foi marcado ainda por um torneio de karatê, que contou com a presença de atletas da Confederação Brasileira e promovido pela Aliança Nipo-brasileira de Karate-Do, que foi criada pelo ICBJ visando aos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, em função da estreia dessa modalidade como esporte olímpico.

MATÉRIA DA TV BRASIL