28 de dezembro de 2015

Você Sabia?

  • O início das relações diplomáticas entre o Brasil e o Japão deu-se com a assinatura do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação, celebrado entre os dois países, em Paris, em 5 de novembro de 1895.
  • Susuki Nanjyo foi o primeiro imigrante japonês a chegar ao Brasil, em 1906, estabelecendo-se, como agricultor, na cidade de Ribeirão Preto. Em 1908 (18 de junho), é que o navio Kasato Maru aportou em Santos, com 170 famílias a bordo, começando a saga dos gaijin.
  • O Instituto Brasileiro de Cultura Japonesa e o Sukiyaki Clube, ambos fundados no Rio de Janeiro, em 1936, associados à crescente imigração japonesa, deram extrema vitalidade às relações entre o Brasil e o Japão – cortadas, abruptamente, pela explosão da 2ª Guerra Mundial.
  • Após o Armistício, um grupo de brasileiros e japoneses começou a empenhar-se pelo resgate das relações culturais e de amizade entre os dois países. Com esse objetivo, fundou-se, em 1955, o Centro Cultural Brasil-Japão (Nippaku Bunka Kyokai), com sede na Av. Erasmo Braga, no centro do Rio de Janeiro.
  • A entidade não conseguiu decolar… Seus membros, no entanto, conseguiram total apoio do embaixador japonês Yoshiro Ando, que os acolheu na Embaixada do Japão e os ajudou na preparação dos estatutos de nova instituição – o Instituto Cultural Brasil-Japão, fundado, em Assembleia Geral, no dia 16 de agosto de 1957.
  • O embaixador brasileiro Francisco Cavalcanti Pontes de Miranda, convidado para presidir a Assembleia, foi aclamado presidente da nova entidade, dando-se início a diversas atividades – algumas organizadas, a pedido da Embaixada do Japão – que atraíam inúmeras figuras da alta sociedade carioca e do corpo diplomático radicado no Rio de Janeiro.
  • Em 14 de junho de 1958, o ICBJ inaugurou sua sede própria, doada pelo Governo Japonês, com a presença do Príncipe Mikasa e da Princesa Yuriko, que se encontrava em visita oficial ao Brasil, a convite do Governo Brasileiro, para as comemorações do Cinquentenário da Imigração Japonesa.