Topo
Whatsapp

A língua japonesa moderna se utiliza concomitantemente de 3 sistemas gráficos, todos originados da escrita ideográfica chinesa. São eles: kanji, hiragana e katakana.

O ideograma chinês surge sob a forma de pictografias por volta do ano 2.500 A.C., até que entre os séculos III A. C. e III D.C., começam a surgir as formas estilizadas que resultam, posteriormente, nas formas gráficas hoje existentes.

É­­ difícil de se precisar a época em que os japoneses tomaram contato com a escrita ideográfica chinesa ou que dela tomaram conhecimento. Presume-se que tenha sido durante o Império Han (III A.C. ~ III D.C.), porém, o registro mais antigo de sua utilização como símbolo gráfico no Japão data de meados do século V.

O hiragana resultou de um estilo cursivo de caligrafia, largamente difundido entre as mulheres da nobreza, por volta do século VIII~IX. É a época em que as mulheres passam a ter acesso às leituras e é pelas mãos das damas da corte que as formas cursivas vão sendo cada vez mais estilizadas, dando origem, por volta do século XI, ao que inicialmente se denominou Kana e posteriormente, hiragana.

O katakana, por sua vez, resultou do processo de abreviar ideogramas, utilizado pelos bonzos aprendizes em notações de sutras escritos em chinês. Para melhor acompanhar os dogmas e preceitos que lhes eram ensinados nas escolas dos templos, erguidos em grande número a partir do século V, esses bonzos faziam as anotações com formas abreviadas ou simplificadas dos ideogramas.

学習漢字辞典 小学館より

Na língua japonesa moderna, esses três sistemas gráficos são utilizados concomitantemente, observando-se a seguinte tendência geral:

Hiragana – para grafar os elementos gramaticais (partículas, sufixos flexíveis, etc) próprios da língua japonesa.

Katakana – para grafar palavras de origem estrangeira, nomes estrangeiros, onomatopéias, etc.

Kanji – para grafar palavras ou parte de palavras que, por si só, exprimem conceitos, ideias ou noções.

Curso de Japonês no ICBJ

O Curso de Japonês no ICBJ é oferecido ONLINE e PRESENCIAL em módulos quadrimestral (4 meses) ou semestral (6 meses), nos horários da manhã, tarde ou noite.

No módulo quadrimestral, os alunos estudam uma vez por semana com duração de 2 horas e 50 minutos.

No módulo semestral, os alunos estudam uma vez por semana com duração de 1 hora e 40 minutos.

O curso de Japonês do ICBJ é dividido em três níveis:

Nível Básico (06 módulos), Básico 1 ao Básico 6

Nível Intermediário (06 módulos), Intermediário 1 ao Intermediário 6

Nível Intermediário Avançado (3 módulos), Interm. Avançado 1 ao Interm. Avançado 3

Ementa do Curso de Japonês

O curso básico de língua japonesa do Instituto Cultural Brasil-Japão, é divido em 6 módulos e tem o objetivo de trabalhar as quatro habilidades no estudo de línguas: falar, ouvir, escrever e ler. Abaixo é possível observar os tópicos abordados durante os módulos.

Básico 1:
Hiragana: um dos 3 alfabetos da língua japonesa. Os outros 2 serão apresentados nos próximos livros.
Cumprimentos
Fale um pouco sobre você. Seu nome, nacionalidade e profissão
O que é? – Qual a estrutura das frases na língua japonesa
Esta é a minha bolsa. – Como falamos sobre posse e como indicar coisas.
Quantos anos você tem?
Que horas são? – vamos falar sobre tempo.
Onde fica o correio? – Vamos falar sobre localização.

Básico 2:
Katakana: Mais um dos 3 alfabetos da língua japonesa
Aonde você vai? – Introdução ao uso de verbo e novas partículas.
Com quem você vai? – Novas partículas usadas com o verbo IR
O meu dia a dia. – Como falar sobre o seu dia a dia com novos verbos e partículas.
Onde você estuda? – Novas partículas trarão um maior uso as palavras estudadas.
Onde está? – Verbos estar/existir
1, 2, 3 pessoas – Contagem de objetos, pessoas e animais.
O Brasil é um país grande. – Tipos de adjetivos e seus usos.

Básico 3:
Kanji (55 letras) – Introdução ao último dos alfabetos da língua japonesa.
Eu acordei, tomei café e fui para a escola – Formas verbais.
Estou estudando – Gerúndio e Estado.
Posso ir ao banheiro? – Como pedir permissão e proibir.
Eu dei um presente para o Tanaka. – Dar e receber.
Minha mãe fez um bolo para mim. – Dar e receber ações.
Eu gosto de sushi. – Como falar sobre seus gostos e suas habilidades.

Básico 4:
Kanji (73 letras) – Continuação dos estudos de kanji
O Brasil é maior do que o Japão – Como comparar coisas, pessoas e lugares
Eu quero ir ao Japão. – Como falar sobre seus desejos e vontades e como aconselhar alguém.
Eu consigo! – Forma potencial do verbo e seus usos.
Este é o livro que eu comprei ontem. – Orações subordinadas adjetivas e como falar sobre suas experiências.
Eu acho que amanhã vai chover. – Como reproduzir a fala de alguém e expressar sua opinião
Vou ao Japão estudar. – Descrever o propósito, intenção e percepção de alguma situação.

Básico 5:
Kanji (93 letras) – Continuação dos estudos de kanji
A janela está aberta. – Como descrever o estado das coisas
Eu tenho que estudar. – Como dizer o que precisa ou não precisa ser feito.
Linguagem honorífica. – Uma introdução a linguagem honorífica da língua japonesa.

Básico 6:
Kanji (81 letras) – Continuação dos estudos de kanji
Deixe me fazer isso. – Forma causativa e uso.
Pisaram no meu pé. – Tipo de voz passiva e seus usos.
Se chover eu não vou. – Tipos de condicionais e seus usos.

Curso Intermediário:
O curso intermediário do ICBJ também é dividido em 6 módulos e nosso objetivo continua ser o de desenvolvimento das 4 habilidades, mas a partir deste momento utilizamos um material didático importado do Japão chamado 中級へ行こう(Chuukyuu e ikou) e o livro みんなの日本語中級1(Minna no nihongo 1)ambos da editora 3ª Network em conjunto com um material de kanji formulado pelos professores do ICBJ.

Curso Intermediário Avançado:
Última etapa do curso possui 3 módulos onde abordamos assuntos e textos mais complexos. Os alunos são estimulados a expressar suas opiniões sobre estes temas em língua japonesa enquanto os estudos de kanji continuam.

Avançado – Conversação:
Esta etapa não é exigência para se completar o curso, mas foi criada pelo desejo dos próprios alunos que desejavam um ambiente onde eles podem utilizar a língua japonesa mais livremente. Não é adotado um material didático específico, mas o professor traz temas relevantes e atuais para serem debatidos em sala de aula.

Porque estudar no ICBJ?

Professores altamente qualificados com treinamentos e cursos adquiridos no Japão.

Carga horária semanal superior aos cursos convencionais.

Sistema de ensino que proporcionam um ritmo de aprendizado intensivo.

Todas as sala de aula equipadas com recursos de audiovisual (projetor, telão e computador).

Material de ensino elaborado e atualizado pela equipe de professores do ICBJ.

É o curso que mais aprova no Exame de Proficiência da Língua Japonesa da região (RJ, MG, ES).

MATRÍCULAS ABERTAS

O ICBJ, está com matrículas abertas para a turma de japonês online prevista para iniciar em maio de 2021, no seguinte horário:

👩🏫 TURMA SEMESTRAL – Básico I
🕖 3ª feiras: 19:00h às 20:40h
📅 início: 04/05/2021

💻 COMO SÃO AS AULAS?

O Curso será ONLINE do Básico 1 até o Avançado. Você receberá o material didático impresso em sua casa.

As aulas serão AO VIVO através da plataforma Google Meet. (As aulas não ficam gravadas).

📝 COMO REALIZAR A SUA INSCRIÇÃO?

A inscrição no Curso de Japonês será realizada online, através do e-mail: [email protected]

No ato da inscrição deve ser efetuado o pagamento da primeira mensalidade e o material didático.

Para realizar a sua inscrição, você deve enviar cópia da sua identidade, CPF, comprovante de residência e número de telefone.

💎 POR QUE ESTUDAR NO ICBJ?

Junte-se aos mais de 300 alunos ativos do ICBJ que estão aprendendo língua japonesa com uma das primeiras Instituições de ensino de língua japonesa do Brasil e a primeira do Rio de Janeiro.

💰 QUANTO CUSTA?

– O valor da mensalidade é R$ 220,00
– Pagamento à vista R$ 1320,00 – 10% de desconto = R$ 1188,00
– Pagamento parcelado 6x R$ 220,00. (Boleto Mensal)
– Material didático: Apostila física R$ 130,00 (Enviamos para a sua residência).

    Faça sua Pré-Matrícula