CÔNSUL RINA ISHIKAWA PROFERE IMPORTANTE PALESTRA NA UERJ

A Cônsul Rina Ishikawa, Diretora do Centro Cultural e Informativo do Consulado-Geral do Japão no Rio de Janeiro, proferiu uma importante palestra no Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) na tarde do dia 24 de outubro, quinta-feira.

Abordando o rico tema “Atuais Mudanças na Sociedade Japonesa”, a palestrante não só atualizou a plateia relativamente à evolução e empoderamento da mulher japonesa na atualidade, mas cativou a todos com sua contagiante simpatia e simplicidade.

Presentes ao evento, vários estudantes dos cursos do Instituto de Letras, da UNATI (Universidade Aberta da Terceira Idade) e outros, todos sequiosos de conhecerem um pouco mais sobre a realidade atual do Japão, país amigo, cuja cultura tanto encanta e seduz o povo brasileiro.

Preliminarmente, a ilustre palestrante comentou sua experiência no Ministério das Relações Exteriores, onde havia cerca de 30% de mulheres; em seguida, reportou-se à realidade de seu tempo de infância, quando predominava o patriarcalismo, cabendo ao homem, provedor da família, passar o dia todo no trabalho, enquanto a mulher cuidava dos filhos e dos afazeres domésticos.

Na sequência, enfocou os anos 80 e seguintes, com o surgimento de leis que buscavam atender à pleiteada igualdade de gênero e promover oportunidades iguais de emprego, com seus desafios, como a falta de creches e outros, devido ao empoderamento da mulher, muitas já com formação universitária. Destacou, a propósito, um clamoroso movimento liderado por mulheres indignadas.

Examinou, também, o tempo gasto pelas mulheres com os afazeres de casa e filhos; a participação dos homens nas tarefas domésticas; o surgimento da licença-paternidade; a renda dupla – e o abandono do emprego por mulheres (que ganhavam menos do que seus maridos) para dedicarem-se exclusivamente ao lar.

A palestrante abordou também a influência dos avanços tecnológicos na atualidade, como a robotização de tarefas rotineiras, criando-se, alternativamente, outras frentes de trabalho. Destacou a Inteligência Artificial (AI), com seus telessistemas. “A Vice-Ministra Parlamentar de Assuntos Gerais se comunica por telessistemas”, acentuou.

Concluindo sua fala, a Cônsul Rina Ishikawa alertou para a “consciência das pessoas”, observando que os chefes deveriam ficar atentos ao WLB dos funcionários; os homens deveriam participar das tarefas domésticas; as próprias mulheres deveriam ser mais conscientes de seus papéis na sociedade. “O trabalho enriquece a vida pessoal!”, salientou. A plateia aplaudiu, entusiasticamente, sua bela, rica e enriquecedora exposição.

A Coordenadora do Projeto de Extensão agradeceu a palestra de sua convidada especial, bem como a presença do variado público e abriu espaço para as perguntas – o que oportunizou à palestrante a ampliação de seus esclarecimentos para a alegria da plateia, que não lhe regateou aplausos pela primorosa exposição.

O Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro ofereceu ao seu alunado e demais usuários presentes um evento memorável e realmente muito gratificante! PARABÉNS!!!

João Baptista de Oliveira
Diretor-Secretário