Topo
Whatsapp
Published date Publicado em 13 de julho de 2021

No início deste ano debatemos sobre uma das obras de Ryunosuke Akutagawa: Rashômon & De Dentro do Bosque, no clube do Livro do ICBJ

O Clube do Livro é o nosso encontro mensal, com títulos relacionados à cultura japonesa, onde lemos os livros / contos e debatemos sobre eles. De forma online e aberta ao público.

Veja só os tipos de materiais que trazemos:

“Rashômon, conta a história de um samurai recém demitido que se encontra em vias de enlouquecer por conta da pobreza e precisa arranjar saídas para a falta de recursos e a fome.

Ele vagueia na antiga cidade de Kyoto, capital do Japão, durante o período Heian. Ali passa pelo portão principal da cidade e percebemos o quanto toda a riqueza e opulência daquela que já foi a cidade satélite da corte ficaram para trás no tempo.

Buscando uma solução para seus dramas, o samurai decide que roubar artigos dos corpos de falecidos ali abandonados poderia ser uma saída.

No prosseguimento da ideia, encontra-se com uma velha de aparência simiesca (achei interessante essa construção da personagem) que vagueava entre os corpos roubando-lhes os cabelos, fio a fio”

Autor: Profº Mateus do Nascimento da ANBE de Literatura Japonesa ICBJ (@nascimento_mateus07)

Caso você tenha interesse em aprender mais sobre a Cultura Japonesa através da sua literatura, não perca os próximos encontros!

1. Ryūnosuke Akutagawa, o filho do dragão como seu nome sugere, é um dos escritores japoneses mais conhecidos no mundo. Nasceu em 1892.

2. Seus antepassados trabalhavam com o alto escalão do governo Tokugawa, atuando como profissionais de cerimônia do chá. Isso precisa ser dito, pois nosso autor conhece o Japão tradicional e o Japão pós abertura Meiji – aquele momento de maior integração entre os nipônicos e os universos ocidentais. Akutagawa traduz em suas palavras elogios e críticas aos costumes e às inovações com as quais lidava.

3. Na juventude foi um brilhante participante dos estudos literários. Pode estudar os textos tradicionais chineses e japoneses, ao mesmo tempo que manuseou os textos ocidentais que chegavam ao Japão, com destaque para as obras francesas.

4. Escreveu contos sob a benção de Natsume Sôseki, e rivalizou com Junichiro Tanizaki. Ficamos sabendo das suas criações. 36 contos escritos entre 1914 e 1927, durante o período Taishō, os quais saíram em revistas literárias criadas por ele ou em sua coluna no jornal Ōsaka mainichi shinbum (jornal que lhe emprega e vai financiar bastante da sua escrita é suas viagens pela China e Coreia). Apesar da frutífera vida literária, as pressões da vida, uma dívida herdada que lhe consumia e desestruturação familiar o levaram ao suicídio, em 24 de julho de 1927, aos 35 anos.

5. Não só no campo da literatura, sua influência pode ser sentida no cinema, por exemplo com a obra de Akira Kurosawa que ganhou prêmio ao adaptar para as telas as histórias de Rashômon 羅生門 e Yabu no naka 藪の中.

Participe dos próximos encontros do Clube do Livro ICBJ.

Fique ligado nas nossas mídias que em breve publicaremos mais detalhes do próximo encontro!

Saiba mais sobre nosso Clube do Livro, Clique aqui.

Siga o instagram do ICBJ (@icbj.rj).